sábado, 9 de outubro de 2010

Você está bem?

As ações de prevenção ao suicídio por meio da mídia tem conquistado o apoio de importantes artistas do cinema e da televisão. Do mago Daniel Radcliffe (Harry Potter) ao australiano Simon Baker.

Veja aí abaixo uma nota breve, por nós reescrita:

As estrelas internacional, Simon Baker e Hugh Jackman, uniram suas forças para impedir o suicídio, a partir de mensagens que incentivam os australianos a se perguntarem: "Você está bem?" A ideia é ajudar a acabar com pequenos embaraços, que podem se transformarem em grandes problemas.

"R U OK? Day" (veja o vídeo), agora em seu segundo ano, é a primeira iniciativa nacional desse tipo. Os australianos são convidados a se conectarem com seus amigos, ente queridos e colegas e a estenderem mãos generosas e acolhedoras, ao mesmo tempo em que são convidados ter conversas dessas que podem mudar uma vida.

"The Australian Bureau of Statistics" estima que o número de australianos que tiram suas próprias vidas a cada ano é mais do que 2.500 pesssoas.

Gavin Larkin, criador do "R U OK? Day", disse que o apoio de celebridades é fundamental na luta contra a taxa de suicídio na Austrália inaceitavelmente elevado.

"O suicídio é o maior assassino de pessoas com 18-35 anos de idade no país. Precisamos começar a falar sobre isso, tanto quanto nós falamos sobre o pedágio da estrada e com o apoio de grandes estrelas como Jack, Hugh e Simon", disse Larkin.

"Simon e Jack emprestaram seus talentos para a nossa televisão e publicidade de rádio e Hugh é a sensação do YouTube. Natalie Tran vai nos ajudar a passar a mensagens online. E outros grandes nomes estão nos ajudando em eventos ao vivo e através de meios mais tradicionais.

Algumas personalidades públicas relutam em colocar seu nome em campanhas de prevenção do suicídio, por isso estamos felizes em ter o apoio desses grandes nomes na busca de se vencer esta tragédia nacional ", acrescentou Larkin.

Fonte: http://www.simonbakerbrasil.com/simon-baker-em-r-u-ok-day-n85.htm


5 comentários:

  1. Olá! O "R U OK? Day" tem uma data oficial ou é marcada em algum dia do mês de setembro, aleatoriamente? Outra questão é: por que um índice tão alto de suicídios na Austrália? No momento, não tenho nenhum dado para comparação com outros países, mas acho tão paradoxal isso! Um dos melhores países em qualidade de vida sofrer com a saúde pública dessa maneira, não consigo compreender! No mais, apoio o movimento e acho que deveríamos fazer uma corrente para alcançar mais pessoas. Difícil incorporar... Há culturas e culturas, pessoas e pessoas. Algumas, eu acredito, que aceitariam bem, no Brasil, por exemplo. A maioria, ou não entenderia o propósito, julgaria como uma estratégia de marketing ou simplesmente seria censurado! Fato é, que só quem experimentou perder um ente querido para uma doença, e aqui estou me referindo à saúde mental, e consequentemente para o suicídio, é que eu acho que realmente se engajaria na filosofia do RUOK. Parabéns pelo blog, vejo que há muitos assuntos que me interessam para que eu possa desfrutar! Sucesso! *

    ResponderExcluir
  2. Liv, o RU Ok? é uma campanha permanente. Creio que não poderia ser diferente, em razão da situação epidêmica do suicídio em terras australianas.

    Como você bem pontuou, é paraxodal uma taxa tão alta de suicídio em um país com elevada qualidade de vida e, acima de tudo, tropical!

    eis aí a complexidade deste ato que ainda é um imenso para a saúde pública e, principalmente, para as pessoas diretamente afetadas, os *sobreviventes*.

    Segue alguns links.

    Grato pelos comentários e apoio.

    Abraços,
    Abel

    site
    https://www.ruok.org.au/

    Fan page Facebook
    https://www.facebook.com/ruokday

    Conversation Starter
    https://www.facebook.com/ruokday/app_1406469556233228

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, de novo, Abel! Eu já conhecia um pouco sobre a campanha R U Ok? e também sabia que ela surgiu na Austrália, tanto por ter um vivido caso de suicídio muito próximo na minha família, meu pai, quanto porque tenho como um sonho conhecer, estudar e ir morar na Austrália. E por mais curioso que seja, eu não havia ainda me questionado o porquê de um movimento como este ter se iniciado justamente lá! Apenas pensei ingenuamente que os australianos fossem solidários, altruístas... Rs. Mas realmente não sabia sobre este alto índice de suicídios, acho triste e ainda me pergunto por quê? Definitivamente, não compreendo. Li esses dias um artigo que comentava sobre a alta taxa de suicídios em países desenvolvidos, e uma das hipóteses levantadas para as causas, seria justamente porque as pessoas são mais felizes, e então elas tendem a se comparar umas às outras! Achei uma teoria um tanto quanto vaga, pois ao meu ver é muito subjetivo. Acho que "o buraco é mais embaixo".
      Só para terminar, eu tinha comentado sobre o mês de setembro porque vi em alguns blogs se referindo ao RUOK? como se fosse mais ativo em setembro, por isso pensei que tivesse uma data oficial, mas ainda não encontrei mais informações. Obrigada pelos links sugeridos, vou procurar me inteirar!
      Agradeço também pelo espaço, mais uma vez. Até a próxima!

      Excluir
    2. Liv, tens razão ao desconfiar de "teorias vagas" sobre as causas do suicídio. Numa simples consulta a textos sobre este tema, na internet, colhemos esta evidência:

      - o suicídio será sempre um evento complexo e de causas múltiplas...
      - As causas do comportamento suicida são múltiplas e complexas.
      - são múltiplas as variáveis ou causas...

      Ao coletar, certa feita, matérias de divulgação científica publicadas pela BBC sobre o suicídio, percebi que muitas exploram parcialmente algumas das causas, mas tem-se a impressão que estas informações acabam tornando simplória a discussão (e perigosa a generalização em torno de algumas 'descobertas'). Principalmente quando vinculam questões genéticas e/ou de hereditariedade ou a influência de determinadas doenças à prática do suicídio.

      A contribuição do depoimento dos suicidas por via mediúnica, um dia, poderá lançar luz à questão das causas. Escrevi uma matéria que aborda esta questão, acessível aqui: http://bit.ly/conhecerparaprevenir.

      Aliás, o Silvio Back, cineasta paranaense, lançou um filme que colhe um destes depoimentos.

      Trata-se de "O auto retrato de Bakun". A sinopse do filme segue abaixo:

      Revelação biográfica de Miguel Bakun, considerado o maior pintor paranaense. A recuperação da vida-obra-e-morte de Bakun, que se suicidou em Curitiba, aos 54 anos, em 1963, é realizada através de sessões espíritas e de lembranças de amigos e parentes. Com essa vertente, o filme libera todo o imaginário oculto em torno do artista.

      Enfim, estudemos o tema e cuidemos, de nós e dos outros, para que permaneçamos saudáveis e resistentes, celebrando a vida, a despeito dos problemas e dificuldades que temos a enfrentar.

      Excluir
  3. Segue link para o artigo referenciado acima (Fonte: BBC).
    http://www.bbc.co.uk/portuguese/ciencia/2011/04/110426_felicidade_suicidio_mv.shtml

    ResponderExcluir